O nosso trabalho
Optimização dos recursos

Saúde

A África confronta-se com um crescente fardo de doença em constante mutação, a que deve responder com fracos recursos, tanto financeiros como outros. A par disto, os sistemas de saúde em África não têm respondido adequadamente às novas exigências. Para os ministérios da saúde e das finanças, o desafio reside em encontrar, e em chegar a um consenso, sobre as opções de reforma ou alternativas de políticas susceptíveis de serem implementadas em simultâneo para melhorar as perspectivas da prestação de serviços de saúde. Existe um consenso geral que mais recursos são necessários. Contudo, alguns governos africanos contam com ajuda pública ao desenvolvimento (APD) para financiar a saúde que, frequentemente, está aquém das suas capacidades. O aumento do financiamento (quer interno, quer externo) não terá resultados se os recursos não forem bem aplicados. O conhecimento das funções complementares dos ministérios das finanças e dos diversos sectores nos ciclos de definição de políticas e do orçamento, e uma maior eficiência e integração dos processos deverá estimular a prestação de serviços de qualidade para melhores resultados no domínio da saúde.

Subscrever à newsletter da CABRI